Curiosidades

Conheça mais sobre os costumes e a cultura do mundo árabe.

Ingredientes Especiais da Cozinha Árabe

Amêndoas e nozes – São muito usadas em pratos doces e salgados.

Anis – É usado na fabricação de Arak, um destilado de erva de alto teor alcoólico.

Água de rosas – Essência usada para aromatizar caldas dos doces e também usada na água para beber.

Pétalas de rosas – Um costume muito usado pelos árabes são os chás e doces. No mercado de Alepo, encontramos pétalas de rosas em grande quantidade, sendo comercializadas para chás e compostas.

Cravo e canela – São muito usados nos pratos salgados e doces, já moídos.

Miski – É uma resina vegetal em forma de pequenas pedras transparentes. É muito comum o árabe mastigar o miski. Faz-se com ele um manjar de leite, açúcar e maisena. Ele é dissolvido no leite e acompanha uma calda com ameixas ou damascos.

Molho de romã – É na verdade o suco de romã, que se assemelha ao limão, muito usado em pratos salgados.

Suco de uva verde – Espreme-se a uva ainda verde no amassador de batatas, usando o suco para temperar a carne da esfiha. Os empórios sírios vendem o suco envasado.

Pistache – É uma semente saborosa, muito usada em aperitivos (torrada e salgada) originária das regiões desérticas. Muito usada em sorvetes e dá um toque sofisticado aos pratos.

Pimenta síria – É a mais usada na cozinha árabe, e muito semelhante à pimenta-do-reino. Aromática e com grãos maiores, seu sabor se aproxima aos do cravo, canela e noz moscada.

Salsa – É muito usada na comida, principalmente no tabule, no fatuche e nas pastas como o homos e o babaganuch.

Hortelã – Usada no quibe, no tabule, no fatuche e na coalhada com pepino.

Snobar – É a semente mais sofisticada e cara da comida árabe. Com um sabor inigualável, é usada no carneiro assado. Essa semente é originária de um pinheiro comum nas montanhas do Líbano. É usada também no recheio do quibe.

Zaatar – É uma erva originária da Bacia do Mediterrâneo, é também cultivada no Brasil. Assemelha-se à segurelha, usa-se para revestir o chancliche (queijo árabe) e pães, e também misturada ao azeite.

Trigo – São diversos os tipos: o fino, que é usado pra fazer quibe e tabule, e os grossos, que substituem o arroz. O trigo inteiro, usado para sopas e doces, é muito duro e deve ser deixado de molho na véspera de sua utilização.

Pimenta calabresa – É a semente desidratada da pimenta dedo-de-moça. É usada no tempero do chancliche (queijo árabe).

Alecrim – Usado em carnes e batatas assadas.

Louro – Ele age como um digestivo e é ótimo para temperar carnes de porco, de vaca, aves e feijão.

Manjericão ou Mangerona – Usados em molhos, carnes e peixes.

Sálvia – Muito usada em carnes (principalmente assados). Dourá-la com alho e óleo dá um gosto especial ao feijão. Acompanha também pratos como lebre.

Orégano – Usado para molhos de pizzas, macarrão e ensopados.